América do Sul,  Brasil,  Linha Turismo,  Ônibus de turismo,  Passeios Culturais,  Passeios Ecológicos,  Porto Alegre,  Rio Grande do Sul,  Viagem Nacional

Um dia em Porto Alegre

Em janeiro de 2015 fomos para a Serra Gaúcha. Mas como optamos chegar por Porto Alegre e não por Caxias do Sul, nos pareceu uma boa ideia aproveitar o dia na cidade e rumar para Gramado apenas à noite.
Depois de voar com a Avianca (contei aqui), o plano era pegar o metrô até a rodoviária para deixar nossas malas no guarda-volumes. Afinal, mais tarde pegaríamos um ônibus ali.
Então fomos.
E tudo começou a dar errado nesse exato momento.
No aeroporto de Porto Alegre existe uma espécie de metrô circular, o Aeromóvel. Ele faz conexão com a estação Aeroporto do metrô (Trensurb). Porém, eu não sabia que era uma linha circular, na real eu achei que fosse o metrô ali e ponto.
Mas é óbvio que não seria. Então estávamos nós três e nossas malas dentro do vagão, e na primeira parada, não descemos. Afinal, queríamos descer na estação rodoviária. E não fossem os seguranças para avisar que a linha era circular, eu ia chorar de frustração.
Ok.
Conseguimos chegar no metrô, afinal.
Em uma Porto Alegre absurdamente quente e chuvosa. Com trens antigos e lotados. E bagagens que renderam olhares tortos de outros passageiros. Vencemos as três estações nos equilibrando umas nas outras, porque não havia outra opção.
Chegando na rodoviária – amém – o plano era nos trocarmos, porque estava calor demais para continuar de calça jeans. Deixar as malas no guarda-volumes (é bem barato, não lembro o valor agora, mas vale a pena). E voltar para o metrô, andar mais uma estação até o Mercado Municipal e pegar o ônibus da Linha Turismo, que funciona no estilo hop-on hop-off, e conhecer alguns pontos da cidade.

Eu gosto desse tipo de viagem? Não. Mas às vezes a gente não tem outra opção. E quando você não dirige e está em uma cidade sob chuva, não tem muito mais o que fazer, né?

{A Linha Turismo é um city tour da Prefeitura de Porto Alegre que funciona de terça a domingo. São dois trajetos diferentes – Zona Sul e Centro Histórico, no sistema embarque e desembarque em qualquer um dos pontos de parada no caso do Centro Histórico, o passeio Zona Sul não faz paradas. Mais infos aqui.}

O Mercado Público Central de Porto Alegre fica no Centro Histórico da cidade, do lado da estação de metrô, e vale uma visita! Construído em 1869, hoje abriga lojas, bancas e restaurantes de comidas e especiarias locais. E sim, você vai ver muitas cuias e erva mate.
É muito gostoso conhecer um pouquinho da cultura local através da gastronomia, e uma passada no mercado vai te proporcionar isso.
Depois de um tour rápido, compramos o ingresso da Linha Turismo numa loja ao lado do mercado. Em seguida atravessamos a rua para comer alguma coisa no Chalé da Praça XV, e como uma das paradas do ônibus é justamente o Mercado Público, ficamos de olho para quando ele chegasse.
Ele chegou e nós quase o perdemos porque pedimos umas batatas fritas para viagem. Mas deu tudo certo. Conseguimos embarcar e bem, só desembarcamos de novo quando ele chegou no mercado.
O ônibus possui dois andares, sendo que o segundo não tem cobertura, então estava obviamente molhado, e tem cara de ônibus municipal mesmo. Um guia explica todas as paradas e conta um pouco mais da história da cidade. Então, como ficamos dentro do ônibus o tempo todo, foi legal conhecer mais de Porto Alegre na teoria.
Passamos por tantos pontos que mal consigo me lembrar de todos. Mas teve o Parque Redenção, a Cidade Baixa, a Rua Gonçalo de Carvalho, o Estádio Beira Rio e pelo menos uns dois museus.
Cidade Baixa
Porto Alegre me mostrou muito pouco dela com tanta chuva entre nós. Então eu tenho que voltar para montar comentários mais objetivos. Agora eu posso dizer que a cidade cresceu nas margens de um rio e que isso dá um charme amorzinho pra ela.
Digo também que gostei do centro histórico que vi e lembro de gostar das histórias por trás das fachadas antigas. Por mais que elas escapem da minha memória hoje. Queria passar uma manhã no Parque Redenção e depois fazer uma caminhada nas margens do rio. Quem sabe daqui um tempo, né?

Links Úteis

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *