Espanha,  Europa,  Hostels,  Salamanca

Como é se hospedar no Roomin Hostel | Hospedagem em Salamanca

Minha última viagem para a Europa teve quatro destinos: Madrid, Salamanca e Segóvia, todas cidades espanholas, e Paris, na França. Tirando Segóvia, me hospedei nas outras três, ficando sempre em hostels.

Que nunca fora minha primeira opção, como contei no post sobre o Bastardo Hostel, em Madrid. Mas eram a única forma de fazer minha viagem acontecer com o dinheiro que eu tinha. Ficar em hotéis significaria precisar do salário dos meses seguintes para pagar tudo. O que nunca foi uma opção.

Então, depois de reservar a hospedagem de Madrid, comecei a procurar hostels na segunda parada da viagem, a cidade de Salamanca. Cidade esta que sempre fui absurdamente doida para conhecer (e spoiler: não me decepcionou).

De imediato não encontrei muitas alternativas. Salamanca é cheia de hotéis, mas nem tanto assim de hostels, principalmente pensando que eu reservei tudo com menos de um mês de antecedência.

Dentre as opções, achei o Roomin Hostel. Bem avaliado, ele fica dentro do centro histórico — no limite com a parte modernizada da cidade –, e tinha dois outros atrativos que não encontrei em Madrid: quarto individual e com banheiro compartilhado por um preço bom (paguei R$ 673 para uma semana de hospedagem) e café da manhã incluído.

Reserva de check in no Roomin Hostel

Comparei com alguns outros no Booking e decidi reservar logo. Era o melhor que eu encontraria com poucas semanas até a data da viagem.

O pagamento teria que ser feito no momento da hospedagem, então não paguei nada com antecedência, o que eu preferiria. Mas foi bem simples na hora que eu cheguei no hostel.

Depois de uma pequena dificuldade para encontrá-lo na rua (ele é um prédio não muito bem localizado), subi as escadas, já que o elevador nunca chegava, e encontrei uma pequena recepção no quarto andar.

Subir as escadas com a minha mala, que era só uma mala de mão, foi um pouco chato e desconfortável. Mas nada que tenha me deixado muito irritada.

O moço da recepção me atendeu, confirmou minha reserva, eu fiz o pagamento e recebi a chave do quarto, que dessa vez era uma chave normal, não magnética ou um QR Code. Descobri que meu quarto era no segundo andar e desci, com a minha mala.

Quarto

Meu andar contava com mais alguns poucos quartos, um compartilhado e dois individuais, uma área de convivência e dois banheiros. Tudo pequeno e apertado, mas longe de ser desconfortável e improvisado.

Meu quarto era bem simples, mas um pouco maior do que eu esperava. Uma cama, um guarda-roupas, um criado mudo, uma estante, uma escrivaninha com cadeira e uma varanda. Também havia duas toalhas me esperando, serviço que não era disponibilizado no Bastardo. Por outro lado, havia sabonete e shampoo em Madrid. Em Salamanca, tive que usar as miniaturas que peguei no banheiro do Aeroporto de Frankfurt.

Ainda sobre o quarto, ele não tinha ar condicionado, o que mesmo no verão não foi um problema, era relativamente limpo — poderia ser melhor, principalmente dentro das gavetas –, e tinha a varanda ligada a uma área de convivência, o que deixava barulhos entrarem no meu quarto mesmo tarde da noite.

Mas barulho é algo imanente a hostels, então não há muito o que fazer, nem mesmo em um quarto individual.

Eu falhei na missão blogueira e esqueci de tirar fotos. Mas aqui vai uma do Booking que reflete bem como era o meu quarto.

No mais, a vista era bonita.

O banheiro era uma preocupação minha. Afinal, ele ficava no corredor. Mas tudo correu bem. Ele era limpo, grande e estava sempre disponível quando eu precisava.

Café da manhã

Eu não esperava muito de um café da manhã de hostel. Mas até que me surpreendi.

No mesmo andar da recepção ele era servido. E você poderia escolher frutas, pão de forma com manteiga e geleia, bolachas, croissants prontos, suco de laranja, café, leite, chocolate e chá.

Ele era bem básico mesmo, e as mesmas coisas eram servidas todos os dias. Mas nunca passei fome. E até pegava mais um pacote de bolacha para comer durante o dia.

Prós

O Roomin Hostel está muito bem localizado, tem preços bons, café da manhã incluído, funcionários atenciosos e quarto confortável. O WiFi funciona bem, você não precisa pagar pelas toalhas

Contras

O elevador nem sempre funciona, o isolamento acústico é péssimo, as pessoas conversam alto até muito tarde, o quarto poderia ser um pouco mais limpo. Em algumas avaliações, alguns hóspedes falaram sobre a presença de percevejos – bed bugs.

Links Úteis

Site do Hostel

Roomin Hostel no Booking

Roomin Hostel no Hostelworld

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *