América do Sul,  Cidades Históricas,  Montevidéu,  Museus,  Sem categoria,  Uruguai,  Viajando com pouco $$

Montevidéu é o paraíso dos museus gratuitos – e aqui vai a lista completa deles

Antes de saber mais sobre os museus de Montevidéu, você precisa saber de uma coisinha. Um dos meus objetivos em viagens que incluem cidades grandes é visitar museus. Muitos deles. O maior número que eu conseguir.

Gosto muito de viajar no tempo nos museus históricos. De conhecer mais sobre a arte (e história) local nos museus de arte. De me sentir meio parte dos lugares em museus culturais e específicos. Gosto de todos eles.

E Montevidéu foi muito legal comigo, nesse quesito. Primeiro porque a cidade tem dezenas de museus. E segundo porque a grande maioria dos museus de Montevidéu são gratuitos! O que ajudou absurdos o meu orçamento.

Museo de las Migraciones

Se você é brasileiro, vai se identificar com o conteúdo desse museu. Se você tem o mínimo de noção sobre crises migratórias, vai se emocionar. E se por acaso você for uma pessoa empática e sensível, com toda a certeza vai chorar. Como eu, que saí do museu com os olhos inchados.

Endereço: Bartolomé Mitre 1550 – Ciudad Vieja.
Funcionamento: De segunda a sábado, das 10h às 18h (das 10h às 16h aos sábados).

Museo de Historia del Arte (MuHAr)

Museu enorme e muito recomendado para quem não conhece o Louvre. Como boa parte de suas obras são réplicas do museu parisiense, a visita pode ficar um pouco repetitiva para quem já esteve em terras francesas. Contudo, a ala de obras pré-colombianas é inédita, e faz a visita valer a pena em qualquer circunstância.

Endereço: Ejido1326 – Centro.
Funcionamento: De terça a domingo do meio dia às 17h30. Durante o verão, das 13h30 às 19h.

Cabildo de Montevideo

Quer conhecer bem a história do Uruguai? Então o Cabildo é o lugar perfeito para você. Partindo da colonização, o museu passa por detalhes da história cultural e privada (meu xodó) do país, com detalhes que te ajudam a entender a identidade uruguaia (aliás, um ótimo complemento ao Museu de las Migraciones). É o museu clássico de toda a cidade, que na minha opinião, estão na lista dos que mais valem a pena. Você vai sair do edifício histórico e se deparar com a Plaza Constitución com outros olhos, pode apostar.

Endereço: Juan Carlos Gómez 1362 – Ciudad Vieja.
Funcionamento: De segunda a sábado, do meio dia às 17h45 (das 11h às 17h aos sábados).

Museo Nacional de Artes Visuales de Montevideo

Se você curte artes plásticas e (pós) modernismo, eu recomendo tirar uma horinha da sua visita ao Parque Rodó para conhecer o Museo Nacional de Artes Visuales. Ele conta tanto com um acervo físico, composto de obras de artistas uruguaios, apenas, quanto com exposições temporárias.

Endereço: Tomás Giribaldi 2283 – Rodó/Punta Carretas.
Funcionamento: 
De terça a domingo, das 13h às 20h.

Mas esses são apenas os que eu visitei. Montevidéu tem muitos outros museus que vão cobrar apenas pela sua presença, e aqui estão eles:

Museo de la Casa del Gobierno: conta a história política do país. Plaza Independencia 776 – Centro, de segunda a sexta, das 10h às 17h.

Museo Andes 1972: conta a história da queda de uma avião na Cordilheira dos Andes, no Chile, no ano de 1972. Rincón 619 – Ciudad Vieja, de segunda a sábado, das 10h às 17h (aos sábados, das 10h às 15h).

Museo Figari: museu dedicado a obra de Pedro Figari e seu filho, Juan Carlos Figari Castro, artistas plásticos do Uruguai. Juan C. Gómez 1427 – Ciudad Vieja, de segunda a sábado, das 13h às 18h (aos sábados, das 10h às 14h).

Museo Pedagógico José Pedro Varela: focado em pedagogia, como seu nome já entrega, o museu fala sobre a reforma Vareliana, promovida pelo pedagogo homenageado. Plaza de Cagancha, Centro. De segunda a sexta, das 08h30 às 19h.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *