Sozinha Pelo Mundo,  Viajando Sozinha

Por que viajar sozinha? 7 motivos para você fazer uma viagem solo!

Muita gente acha que o único motivo para viajar sozinha é não ter uma companhia para viajar. Mas eu garanto: existem muitas outras vantagens em fazer viagens solo! Olhando tanto pela parte prática quanto pelo lado de realização pessoa, viajar sozinha tem uma série de benefícios, sabiam?

Então, se você está se perguntando por que viajar sozinha, eu fiz uma lista que pode te convencer.

Leia também: Sozinha Pelo Mundo: te ajudando a fazer sua primeira viagem sozinha!

Por que viajar sozinha?

1. Porque você vai poder fazer tudo o que quiser, sem negociar com ninguém

Já imaginou montar um roteiro do jeitinho que você quiser, e só fazer o que tiver vontade em uma viagem? Sozinha você pode, viu! Sem mais ninguém pra ter gostos conflitantes, seus dias serão só seus: chega de deixar passeios pra lá ou de fazer programas que você nem queria tanto assim, mas sua companhia queria muito.

Está com vontade de dormir até o meio dia? Durma. Quer virar a noite numa balada? Pode ir! Não tá a fim de experimentar a gastronomia local e quer zerar o cardápio do McDonald’s? Isso só depende de você.

“Mas quanto egoísmo, Camille!” Não é uma questão de egoísmo, mas de se colocar você em primeiro lugar, sabe? Ceder e negociar são super importantes em qualquer relacionamento, mas a gente não pode se deixar de lado por causa disso. Às vezes estamos há tanto tempo em um namoro, ou só vivemos junto da família e de amigos, que esquecemos do que é só nosso, e isso não pode acontecer!

Sim, eu sei que esse é um problema estrutural. Que afeta mulheres diretamente. E é por isso que ter mulheres que se conhecem e sabem como ser felizes sozinhas é tão importante. Independente de qualquer coisa, precisamos nos conhecer e respeitar, e viajando sozinhas, temos a oportunidade de viver apenas para nós mesmas.

2. Porque é bem mais fácil economizar estando sozinha

Viajando sozinha pelo Chile em 2019, na foto, na frente da Laguna del Inca, em Portillo, uma lagoa congelada no meio da Cordilheira dos Andes nevada

Sozinha em Portillo, no Chile, em 2019

Como você vai ser a única responsável por montar um roteiro e planejamento, todas as escolhas serão suas! O que significa economizar onde e como quiser. Sei que existe um mito por aí de que viajar sozinha é mais caro, mas isso não é verdade. Eu, pessoalmente, acho até mais fácil economizar viajando solo, porque pensa comigo: você é mais propensa a comer em restaurantes todos os dias sozinha ou acompanhada?

E esse é só um dos exemplos. Ficar em hostel, por exemplo, é muito mais fácil (e mais legal) quando estamos sozinhas. O que já é uma baita forma de economizar. Sozinha a gente também pensa muuuito antes de pegar um Uber. Seja por segurança ou porque não teremos com quer rachar a conta, acabamos usando mais nossas perninhas e o transporte público – voilà, mais um jeito de economizar.

Brincadeiras à parte, em qualquer viagem você é o responsável por suas escolhas financeiras. Parece papo de coach, mas é verdade. Obviamente existem destinos mais caros, moedas mais valorizadas e lugares a 24h de distância, mas sempre é possível economizar. E viajando sozinha, não é diferente.

3. Porque você vai prestar muito mais atenção ao destino da sua viagem

Eu sei que viajar acompanhada e se divertir com parceiros, familiares e amigos é sensacional, mas você já parou para pensar que as companhias nos distraem? É claro que, em viagens em grupo, os objetivos são variados e passam pela experiência da convivência. Mas e se você pudesse ter uma experiência diferente, ainda mais focada em conhecer os destinos e mergulhar na cultura local?

Porque essa é uma das vantagens de viajar sozinha! Além de prestarmos mais atenção nos arredores de maneira natural, até como forma de defesa, ficamos bem mais atentas aos detalhes dos nossos destinos. Isso acontece porque a gente não tem pessoas para conversar o tempo todo, então nossos sentidos ficam todos voltados ao exterior.

Uma sacada cheia de flores. A conversa de dois velhinhos na saída do mercado. A forma como as crianças atravessam a rua. Todos os letreiros. As gírias típicas de uma região. Tudo ascende como neon e faz marcas permanentes na nossa memória.

Leia também: Sobre passar 15 dias viajando sozinha entre a Espanha e a França

4. Porque passar bastante tempo com si mesmo é uma oportunidade de se conhecer melhor

Sozinha em Montevidéu, em 2019

Da mesma forma que nossos sentidos se voltam ao exterior, eles também conseguem mergulhar na nossa mente. Estar sozinho e viver uma viagem dessa forma significa passar por uma série de experiências, que na sua grande maioria são simples, mas também reveladoras.

100% da viagem depende de nós, unicamente, e são nesses momentos que a gente se conhece de verdade. Cada escolha demonstra genuinamente quem somos, nossos medos, vontades, amarras, pontos fortes e fracos. Pode não ser um processo simples, mas seu impacto vai ser positivo. Confia em mim!

5. Porque essa viagem vai ser uma experiência muito intensa

E é exatamente por isso que viajar sozinha costuma ser intenso. Sentimos tudo de maneira amplificada. Os lados bons e ruins. As experiências agradáveis e também as que não queríamos viver. É uma verdadeira montanha-russa. Que te deixa doida de vontade de ir de novo assim que a volta acaba.

Somos expostas a tantas coisas, que é impossível não mergulhar em um mar de intensidade nos dias da viagem. O que não significa que viagens solo não são tranquilas, viu? Mas até na tranquilidade existe intensidade.

6. Porque você vai desenvolver autoconfiança

A primeira cidade que conheci ao começar a viajar sozinha foi Madrid. Na foto, dentro do Palacio Cibeles

Sozinha em Madrid, em 2018

Todo esse processo te leva aos mais variados caminhos, e um deles costuma ser o da autoconfiança. Ao longo da viagem, percebemos que estamos ali porque rolou um esforço individual para isso. Viajar é privilégio? Sim, e eu sempre vou bater nessa tecla. Mas aqui já estamos falando de um grupo de pessoas privilegiadas que consegue se programar para viajar. E dentro dele, de mulheres que conseguem desafiar os estereótipos e fazer uma viagem acontecer sozinhas.

Além disso, lidamos com uma série de coisas e também resolvemos problemas sozinhas durante a viagem. Aos poucos, essas mini ações entram nas nossas cabeças e começamos a racionalizar o que, no fundo, sempre soubemos. Que somos capazes de qualquer coisa. E que a dita dependência de outas pessoas, em especial de homens, é uma convenção social que só faz sentido quando somos tolhidas. E não há nada mais antagônico a isso do que viajar sozinha.

7. Porque não existe melhor oportunidade para conhecer outas pessoas

Porque viajar sozinha não significa ficar o tempo todo sozinha! Se você quiser socializar e conhecer muitas pessoas, inclusive, eu garanto que você vai ter sucesso nessa missão. O que acontece porque ficamos mais propensas a nos abrir e sermos sociáveis quando não estamos acompanhadas, então as amizades simplesmente acontecem.

No hostel, nos passeios, num restaurante ou até no meio da rua. Viajando sozinha, a gente percebe que tem muita gente boa e legal nesse mundo, e que pode valer a pena puxar uma conversa ali, do nada, para ver aonde isso vai nos levar. No geral, é para ótimas memórias de viagem.

8. Porque se você esperar a oportunidade e a pessoa “certas”, nunca vai viajar

Viajando sozinha em Paris, na minha segunda vez na cidade, na frente da Torre Eiffel

Sozinha em Paris, em 2018

Peço desculpas pela frieza da frase, mas ela não poderia estar mais correta. Se viajar é um sonho, e você tem planos para se planejar financeiramente para isso, entenda que vai ser muito mais fácil realizá-lo sozinha. Porque conseguir conciliar orçamentos, tempos e vontades com outras pessoas é extremamente complicado, e bom, você tem certeza que está disposta a adiar seus sonhos só porque nenhuma amiga, o namorado ou a família estão disponíveis naquele momento?

Eu comecei a viajar sozinha assim. Marquei minhas férias no trabalho, peguei o dinheiro que tinha juntado e comecei a planejar uma viagem com a minha família. De última hora, minha mãe teve que adiar as férias dela e eu me vi em uma situação que, pra mim, só tinha uma saída. Viajar mesmo assim. Replanejei tudo, comprei minhas passagens e fui. Depois disso, fiz outras duas viagens solo. E elas estão no top 3 de melhores decisões que tomei na vida.

Se eu tivesse esperado, talvez estivesse esperando até hoje. E isso seria cruel demais fazer isso comigo e com os meus sonhos.

Mais conteúdos no Instagram

O projeto Sozinha Pelo Mundo está a todo vapor no meu Instagram, então não deixem de me seguir para receber conteúdos completos sobre viajar sozinha!

Planejando a sua viagem: descontos!

Seguro viagem: 5% de desconto na Seguros Promo com o meu link

Airbnb: até R$ 350 de desconto em hospedagens e experiências (válido para o primeiro cadastro)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *