América do Sul,  Gastronomia,  Montevidéu,  Restaurantes,  Uruguai,  Viagem Internacional,  Viajando Sozinha

Onde comer em Pocitos? 6 Lugares legais para você conhecer – do café da manhã ao jantar

Duas coisas contribuíram muito para minha experiência gastronômica em Montevidéu. Reservar um hotel sem café da manhã incluído. E ficar apenas três dias na cidade. Além de ser obrigada a comer fora durante três dias, eu também me organizei para gastar um pouquinho mais. Como eu ficaria pouco tempo no Uruguai, isso seria possível. E foi assim que descobri vários lugares legais depois de me perguntar onde comer em Pocitos.

Com base nesses cafés e restaurantes, montei uma sugestão de roteiro sobre onde comer em Pocitos. Lembrando que nada te impede de mudar as ordens e os lugares. Espero que as recomendações ajudem.

Café da manhã: Medialunas Calentitas

Se você gosta de medialunas, empanadas e lugares fofos, não deixe de visitar o número 2982 da Avenida 21 de Setiembre. A Medialunas Calentitas é uma rede de cafés que te encanta pela capa. Você coloca os olhos na loja e logo percebe. Cada pequeno detalhe ali foi muito bem pensado. Nada passa desapercebido. Principalmente as opções de comida.

Ali eu entrei em uma casinha de bonecas. As cores saltam aos olhos ao mesmo passo que as medialunas ultrapassam os fornos e te permitem respirar seu aroma. Nada está fora do lugar. Em uma organização que te abraça, e não afasta. E logo te faz puxar uma cadeira.

Pedi um chai latte e uma medialuna rellena – recheada – com queijo e presunto, e percebi que a simpatia não está só no ambiente. Fui muito bem atendida – e ainda ganhei dicas da cidade. Por fim, meu pedido chegou e eu fiquei extremamente satisfeita com o meu primeiro café da manhã no Uruguai. Ele poderia ter sido maior? Poderia. Mas ou eu como mais ou eu como eu lugares legais. Ainda não sou financeiramente capaz de bancar os dois.

Café da manhã: Nuevo Expreso Pocitos

Se cores te dão alergia e você prefere vidros e alguma sobriedade, Pocitos também tem algumas opções do gênero. Uma delas é o Nuevo Expreso Pocitos, localizado na Calle Juan Benito Blanco, 956. O coração do bairro fica ali na Avenida Brasil, que encontra a Juan Benito Blanco nos letreiros dourados do café. Que não tem a autenticidade do primeiro. Mas é um local histórico e clássico que também vale muito a pena.

Como eu me recuso a viajar pela América Latina sem comer a maior quantidade de medialunas possíveis, repeti o primeiro dia. Mas dessa vez, deixei o chai de lado e preferi um suco de laranja. Os valores? Um pouco mais baratos do que os cobrados pelo Medialunas Calentitas. Mas a comida estava ótima. Só faltou a experiência do primeiro.

Almoço: Oro del Rhin

Eu não sou muito deslumbrada por lugares que se desdobram em um milhão de funções. Mas o Oro del Rhin é uma exceção. Em Pocitos, uma das filiais da cafeteria histórica, aberta em 1927 pelo alemão Hermann Stahl, deixa todo o sol e a areia da praia entrar pelos vidros. E eles invadem as mesas e os livros e a papelaria.

Explico. Além de café e restaurante, o Oro del Rhin também é uma livraria e papelaria. Então, sim. Se prepare para ficar um bom tempo perdido entre páginas amareladas e uma imensidão de canetas coloridas. Isso tudo enquanto toma café da manhã, almoça ou janta.

O cardápio conta com opções para todos os horários do dia. Assim como ainda te deixa provar várias sobremesas típicas da Alemanha. E obviamente, uma das melhores tortas de alfajor de Montevidéu. Essa eu não poderia deixar de recomendar. Assim como acho importante destacar que Stahl era simpatizante de Hitler, e que a cafeteria foi um dos centros de encontros de nazistas durante a Segunda Guerra.

Só fiquei sabendo dessa informação ao pesquisar mais sobre a cafeteria para escrever esse post. Nesse momento, não sei se voltaria a entrar por suas portas. Ou se deveria recomendá-lo aqui. Acredito que não. Mas não vou apagar o que escrevi e fingir que nada aconteceu. Prefiro marcar as palavras no teclado para ter como refletir.

Eu, que sempre pesquiso sobre os lugares para onde vou, deixei essa passar. Porque não planejei conhecer o café antes de ver sua fachada. E só queria um restaurante legal para comer durante o almoço. Tive uma ótima experiência? Sim. Mas já não sei se as memórias agora ficarão manchadas.

Café da tarde: Porto Vanila

A poucos passos do Oro del Rhin está o Porto Vanila. Também às margens do Río de la Plata, ele tem uma vista privilegiada para a praia, e ótimas opções para um café da manhã ou café da tarde. Se você ainda está em dúvida sobre onde comer em Pocitos, o número 2942 da Calle Dr José Scoseria pode ser uma boa pedida.

Cercado por paredes de vidro e mesas que mais parecem estar na rambla, o café segue a mesma linha do anterior. Ele é fofo, bem organizado e pensado, mas não tem nada de tão especial quanto o Medialunas Calentitas. Desculpas, eu não consigo esconder a minha preferência.

Contudo, eu gostei muito do Porto Vanila. Os valores também se assemelham aos do Oro del Rhin, e tive uma ótima experiência com o atendimento e a qualidade dos alimentos.

Jantar: Ramona Café

Se eu tomaria todos os meus cafés da manhã no Medialunas Calentitas, meus jantares seriam exclusivos do Ramona Café. A mim ele foi apresentado por uma amiga. Que já conhecia a capitla uruguaia e adorava o restaurante. Ele cedo entrou na minha lista de lugares a conhecer. E em momento algum me arrependi da escolha.

Cores e detalhes e sorrisos explodem antes mesmo das portas se abrirem. O Ramona te abraça a uma calçada de distância. E não te solta tão fácil assim. Com um cardápio escrito em pratos típicos e contemporâneos da cozinha uruguaia, vai ser difícil escolher só um. E eu optei pelo solomillo braseado. Que estava divino.

Mas meu amor não mora apenas no prato. O ambiente do Ramona é descontraído ao mesmo tempo que sóbrio. Há um certo desleixo orquestrado. Os valores não são os mais baratos. E a linha que dividiria um restaurante de um bar aos poucos é apagada ali, na sua frente.

O atendimento dispensa formalidades. A trilha sonora incorpora os sabores. E não demora para você se sentir em casa. Por mais que agora ela tenha mudado de endereço. A filial de Pocitos – já que o restaurante principal fica no centro – andou dois quilômetros e meio. Saiu da Luis de la Torre e foi para a 26 de Marzo. Então espere uma decoração diferente.

Sobremesa: Heladería Dolly

Heladería Dolly combina com Montevidéu. Principalmente, ela se encaixa nas cores do pôr-do-sol sobre o Río de la Plata. Faz sentido. Pequena e escondida, no meio da Avenida Brasil. É a resposta perfeita para a pergunta: onde comer em Pocitos? Se você procura um doce.

A sorveteria vegana deixa rótulos no asfalto e atende seus clientes em um pequeno quadrilátero em Pocitos. Ao lado do Nuevo Expreso Pocitos, cobre as paredes de cor-de-rosa e exibe uma produção artesanal que não te deixa escolher muito bem.

Os sabores impedem a rapidez. Assim como a curiosidade. Que prende seus sapatos no chão e quer seus ouvidos livres. Para ouvir as conversas mantidas pelos clientes e atendentes. Rostos conhecidos entram ali todos os dias. E as palavras sobre os arredores do número 3125 preenchem sua atenção.

Montevidéu é uma cidade interiorana nos detalhes. Nada impediria a Heladería Dolly de ser uma sorveteria de bairro em Pinheiros. Tirando a cidade que cresce ao seu redor. Ali, você coloca mais uma peça no quebra-cabeças que é essa capital. E por isso eu não poderia escolher outro sabor, senão o de Banana Split.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *