Aeroporto de Guarulhos,  Aeroporto Ezeiza,  Aeroportos,  América do Sul,  Argentina,  Buenos Aires,  Qatar,  Relato de Viagem,  Relato de Voo,  Viagem Internacional

Como é viajar com a Qatar entre São Paulo e Buenos Aires

Se eu fui para Paris (exatamente) um ano antes de ir para Buenos Aires, minha mãe e minha irmã nunca antes tinham andado de avião. E eu diria que viajar com a Qatar foi um belo começo para as duas.

Relato de voo: viajar com a Qatar até Buenos Aires

Viajamos dia 29 de junho, em 2014. Era dia de jogo do Brasil na Copa, e a parte boa foi não pegar nem um minuto de trânsito no caminho até o aeroporto. Contudo, a parte ruim foi ter que ouvir boa parte da prorrogação pelo rádio e torcer para a fila do check-in andar mais rápido. Assim, daria tempo de correr para o McDonald’s, onde a TV estava ligada e 90% do aeroporto se concentrava para assistir ao jogo.

Aeroporto Internacional de Guarulhos – GRU

Nosso voo era à noite, então chegamos ao aeroporto por volta das 17h30 para não correr nenhum risco. Naquela época, o check-in da Qatar ainda era no Terminal 2, já que ele e o Terminal 1 não tinham se unificado e o 3 estava em fase de adaptação das companhias.

A fila estava bem pequena, então não ficamos nem quinze minutos nela, fomos muito bem atendidas e despachamos nossas malas. Mas gosto de lembrar que em 2014 ainda era possível despachar gratuitamente até 2 malas de 32kg por pessoa. Quanta coisa mudou, né?

Além disso, antes de viajar, li em alguns blogs que a companhia tinha métodos próprios de verificação de segurança. Porém, na ida, os procedimentos foram iguais aos de qualquer outro check-in.

Entretanto, isso aconteceu na volta. Nossos passaportes foram verificados com um pouco mais de atenção no check-in. Nos perguntaram sobre o conteúdo das bagagens – despachadas e de mão – e colaram um pequeno adesivo, garantindo que tal verificação foi feita, na parte de trás dos passaportes.

Em seguida, com as passagens em mãos, corremos até o McDonald’s e nos amontoamos para assistir aos pênaltis. O Brasil ganhou. O aeroporto foi à loucura e já estava na hora de entrarmos para a área de embarque.

Passaporte e passagem para viajar com a Qatar para Buenos Aires

Leia também: Como é viajar de ônibus de São Paulo a Paraty com a Reunidas

Segurança e área de embarque

E o processo demorou um pouquinho mais para nós. Isso porque eu e minha irmã éramos menores na época, então tivemos que apresentar uma autorização assinada pelo meu pai – e registrada em cartório – no controle de passaportes. O que nos prendeu um pouco na Polícia Federal.

Não é nada complicado. Apenas duas vias de uma autorização simples como essa aqui. Se você for viajar sozinho, assinada pelos dois pais ou responsáveis. Todavia, se for viajar com apenas um deles, assinada pelo que fica.

Hoje em dia, a Polícia Federal te dá a opção de colocar, no próprio passaporte, se você é autorizado ou não a viajar desacompanhado. É um detalhe pequeno, mas que evita alguma burocracia.

Embarque para viajar com a Qatar a Buenos Aires

Por fim, chegou a hora de entrar no avião. O embarque aconteceu sem atrasos e a aeronave, um Boeing 777 wide body 3 – 4 – 3, decolou exatamente no horário marcado. Em poltronas confortáveis e um serviço de bordo impecável, foram quase três horas agradáveis de voo. Com direito a entretenimento de bordo, comissários simpáticos, várias opções de um jantar muito bom para os meus padrões – comparando com a Alitalia. E nada de turbulências.

Em resumo, viajar com a Qatar foi uma excelente experiência fantástica. Além da companhia aérea ser uma das melhores do mundo, a perna São Paulo > Buenos Aires faz parte da rota Doha > Buenos Aires, sendo assim, o que tinha tudo pra ser uma viagem simples, com características de voo doméstico, ganhou ares de viagem transatlântica.

Tanto pelo serviço, quanto pela aeronave e também as amenidades: nada de bolachinha ou lanche, você come uma bela de uma refeição completa – com direito a chá ou café depois.

Em seguida, chegamos ao Aeroporto de Ezeiza, o maior de Buenos Aires, com mais três outros voos. O que tornou o desembarque mais lento, fez as bagagens demorarem mais para chegar e deixou a fila do raio-X tão grande que eu quis chorar. A imigração, por sua vez, estava bem tranquila para integrantes do Mercosul, e só nos perguntaram onde íamos ficar: se era em um hotel, apartamento, etc.

Passada a parte chata, saímos do aero e nosso transfer, que contratamos junto do Apart Hotel onde nos hospedamos, já estava nos esperando. Enfim, foram cerca de 40 tranquilos minutos até o hotel, e o resto você fica sabendo no diário da viagem.

Links Úteis sobre viajar com a Qatar

Aeroporto de Guarulhos

Aeroporto de Ezeiza

Site da companhia aérea

Planejando sua viagem: descontos e links afiliados!

Seguro viagem: 5% de desconto na Seguros Promo com o meu link

Airbnb: até R$ 350 de desconto em hospedagens e experiências (válido para o primeiro cadastro)

Aluguel de carro: alugue seu carro com a Rent Cars e não pague IOF!

Internet na viagem: compre seu chip internacional com a Viaje Conectado

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *